Olá!

Hoje é 20 de novembro, data em que celebra-se o Dia da Consciência Negra no Brasil há 13 anos. A data foi escolhida pela morte do Zumbi dos Palmares (em 1695) e é uma data de reflexão sobre a vida, história, representatividade, sociedade e religião negra.

Para tal, decidi fazer um vídeo falando de expressões que atingem os negros negativamente (principalmente mulheres) e sugeri substituições, para que possamos enfim eliminar de nosso vocabulário. Palavras como: mulata, denegrir, entre outras.

Esse vídeo é o mais importante que já fiz e espero que ele esteja bem claro e atinja muitas pessoas para que nosso vocabulário fique cada vez mais limpo de preconceitos enraizados da nossa cultura.

IMG_2348.JPG

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Olá, lindezas!
O dia das crianças está chegando e eu fiz um vídeo sobre algumas obras literárias infantis
obrigatórias para ler para nossos pequenos (e para nós mesmos!), todos envolvem cultura negra, empoderamento, aprender a viver com diferença ou tem protagonismo negro. Se você quiser presentear alguém nessa data, sugiro que seja um livro. E se for algum que mostrei pra vocês, será sorriso em dobro, da criança e meu!

📕 DICA PARA PAPAIS, AVÓS, IRMÃOS, PRIMOS, TIOS, PADRINHOS…ESCOLAS, ONGs, ETC.

IMG_1895.JPG

Segue o vídeo em que falei de alguns livros e a lista com vários títulos abaixo.

Antes de ver os livros maravilhosos que selecionei, se inscreve no canal (clique aqui!).

📚 Além dos QUATRO que exibi no vídeo (só assistindo para saber 🙂 ), segue a lista:

  1. Pretinho, meu boneco querido – Maria Cristina Furtado
  2. A cor da vida – Semírames Paterno
  3. Todas as cores do negro – Arlene Holanda
  4. O livro das origens – José Arrabal
  5. Bruna e a rainha d’ Angola – Gercilga de Almeida
  6. A história do Rei Galanga – Geranilde Costa e Claudia Sales
  7. Minha mãe é negra sim! – Patrícia Santana
  8. Cada um com seu jeito, cada jeito é de um! – Lucimar Rosa Dias
  9. As cores do mundo de Lúcia – Jorge Fernando Santos
  10. Eu não sou coelho, não! – Valéria Belém
  11. Gabriela, a princesa do Daomé – Marta Rodrigues
  12. O cabelo de Lelê – Valéria Belém
  13. Bucala – A pequena princesa do Quilombo do Cabula – Davi Nunes
  14. Cabelo bom é o quê? – Rodrigo Goecks
  15. O mar de Manu – Cidinha da Silva

Algumas obras vocês encontram em .pdf na internet, outras em livrarias e bibliotecas facilmente.

Essa lista é pequena para tudo que temos, mas o tudo ainda é pouco. Obrigada aos autores incríveis que escrevem obras assim ❤️

Espero que tenham gostado!

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Olá, lindezas!

No último dia 12 participei de uma reportagem sobre cabelos crespos/cacheados do programa Radar TVE do canal TVE do Rio Grande do Sul.

Fiquei super honrada com o convite e feliz por poder falar um pouco sobre o blog, empoderamento crespo e principalmente sobre liberdade capilar.

vxvc.png

Como o programa só passa em território gaúcho e apesar de rolar o ao vivo pela internet, muitos não conseguiram acompanhar e a produção me passou o vídeo para mostrar para vocês ❤

Segue abaixo o vídeo para vocês assistirem.

Obrigada, Radar e Julli Massena pelo convite! 🙂

Espero que vocês gostem! ❤️

~ Para assistir o canal TVE que só tem programação linda e cultural, basta acessar: http://www.tve.com.br/tve-ao-vivo/ e a página do Radar TVE no Facebook é essa: https://www.facebook.com/radartve/

~A reportagem rolou no salão Pérola Negra que fica no Centro Histórico. Único local que indico por ser o único que fui depois de assumir os cachos, como vocês sabem, cuido do meu cabelo em casa.

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Olá, lindezas!

Nesse 4 de setembro eu não poderia deixar de falar da minha diva maior, a linda, guerreira, feminista, atriz, cantora, produtora, diretora, compositora, dançarina, empresária e ícone mundial: Beyoncé Giselle Knowles-Carter, ou simplesmente, Beyoncé. No dia de hoje ela está completando 35 anos.

DICA: Dá para curtir esse post ouvindo a minha música favorita do último álbum que o clipe foi lançado hoje no Youtube.

 

Falar sobre a Beyoncé cantora seria “chover no molhado”, porque acho que dessa parte todo mundo já sabe bastante, afinal ela é a artista feminina com maior destaque nos últimos anos no mundo inteiro, sua turnê rende horrores e ela influencia muitas pessoas de tudo quanto é jeito. Para isso, procurei informações além daquelas principais que aparecem nos holofotes para trazer à vocês e termos mais motivos para admirar essa mulher incrível!

IMG_20160904_094803

Ela nasceu no Texas e hoje completa 35 aninhos 🎈🎈🎈 E aí vão algumas curiosidades da diva:

  • Michelle Obama a considera um exemplo para suas filhas.
  • Sua primeira conquista no mundo da música foi a vitória em um concurso musical cantando Imagine do John Lennon 😍
  • O pai de Beyoncé era tipo o Francisco do Zezé e Luciano (tá, comparação estranha, mas), ele fazia de tudo para que Beyoncé e as colegas do Destiny’s Child mandassem bem na cantoria, como por exemplo, correr alguns quilômetros enquanto cantavam.
  • Ela sofreu bullying na escola por conta das orelhas grandes (sim, dá pra acreditar? 😱).
  • Uma de suas maiores experiências foi quando visitou a Capela Sistina e viu as obras de Michelangelo.
  • Um de seus sonhos é caminhar na Times Square anônima (é, talvez não nessa vida…).
  • É a mulher com mais nomeações na história do Grammy e a primeira a ganhar seis dele em uma só noite.
  • Ela gostava de jogar “Paciência” no computador! Quem nunca????
  • Ela produziu e compôs (com parcerias) todas as músicas de Lemonade. Esse é seu álbum mais recente, inspirador e “destruidor”. A marca registrada do álbum é a força negra, tratando de assuntos como preconceito e racismo fortemente.

E tem muito mais, mas a maioria das coisas já sabemos, não é?

FELIZ QUEEN BEE DAY! 👑 🐝

giphy.gif

Gostaram? Ela é maravilhosa mesmo, não?

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Olá, lindezas!

Fonte: Gelédes

Hoje é um dia especial no calendário internacional. Dia 25 de julho é marcado por um dia de representatividade feminina negra, dia da mulher negra latino-americana e caribenha. Essa data é comemorada desde 1992 e foi definida no 1º Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas.

Aqui no Brasil, essa data, desde 2014 tem ainda mais motivos para ser lembrada. Desde 2014, há a Lei nº 12.987, que define 25 de julho o Dia Nacional de Tereza Banguela e da Mulher Negra. Tereza é considerada uma heroína negra. Foi uma líder quilombola que viveu durante o século 18 no Mato Grosso. Viúva, Tereza se tornou a líder do Quilombo de Quariterê, resistindo à escravidão por mais de vinte anos. Essa data faz homenagem também a Antonieta de Barros, Benedita da Silva, Leci Brandão, Chiquinha Gonzaga, Ruth de Souza, Elisa Lucinda, Luiza Mahin, Lélia Gonzalez, Dandara, Carolina Maria de Jesus, Elza Soares, entre outras.

Essa data tão especial é então um dia para refletir sobre a mulher negra. Somos as menos representadas em qualquer local, índice alto de baixa escolaridade, baixo salário, condições precárias de trabalho e aquelas que se destacam, além de poucas, abdicam de grande parte de sua vida para atingir objetivos (Secretaria Municipal de Políticas Para as Mulheres, São Paulo).

A desvantagem é grande, mas estamos lutando constantemente para essa mudança nos campos de trabalho e ainda mais na consciência de cada um. É notável que a representatividade feminina negra esta crescendo, pouco a pouco, mas cada vitória deve ser comemorada, valorizada e expandida.

Espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre esse dia especial para nós.

Fonte principal: 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha – Geledés

Grande beijo,

Duda @negraecrespa