Deixa eu começar esse texto contando do pequeno “sustinho” que levei durante esse ano, estava fazendo autoexame e descobri um caroço no seio direito, ok, pensei: sou nova demais para ter algo (eu tenho 28 anos), mas de qualquer forma, eu preciso ver o que está acontecendo, pois no último autoexame essa bolinha não estava aí. Então em seguida fui à ginecologista, ela me examinou e pediu exames laboratoriais e descobri que estava tudo bem, benigno, só há a necessidade de acompanhamento a cada seis meses para fins de conhecimento mesmo e caso haja uma evolução, diferença no tamanho, enfim e por qual motivo estou falando isso?

Bom, provavelmente você já sabe, mas estamos em outubro, mês rosa, no qual damos atenção para o câncer de mama.

É fundamental conhecer o corpo para fazer a prevenção com autoexame e, com recomendação médica, com exames laboratoriais.

Você sabe como e quando fazer o autoexame das mamas?

O momento ideal para realizar o autoexame é uma semana depois da menstruação. A partir dos 40 anos de idade, é indicado que seja realizada a mamografia anualmente, pois só o autoexame pode não ser suficiente para identificar algum nódulo.

Conheça e cuide do seu corpo e de você, atente-se aos sinais.

Lembrando que não são só mulheres que tem esse tipo de câncer, leia mais sobre aqui.

Aproveito para convidar todes a participar dessa ação do hospital Santa Casa de Porto Alegre, Pode me chamar de Rosa:

É isso mesmo! São onze negros representando o Brasil nessa lista anual do MIPAD (Most Influential People of African Descent), da ONU. Em anos anteriores essa lista já conteve Taís AraújoLázaro Ramos, Emicida, Iza, Léo Santana, Kenia Maria, Érico Brás, Djamila Ribeiro, Nina Silva, Lisiane Lemos, Neymar, Konrad (Kondzilla), Adriana Barbosa, Ingrid Silva, Paulo Rogério Nunes, Erica Malunguinho, Alan Soares, Samantha Almeida, Renan Souza, Danilo Rosa de Lima, Rene Silva, Stephanie Ribeiro, Marcus Vinicius Marinho, Paulo Paim e as irmãs Brenda Agi & Betty Agi. No último ano foram 10 representantes.

Imagem

O MIPAD lista 200 negros (100 africanos e 100 fora da África) atuantes em causas negras ou representativos em categorias como política, negócios, mídia e humanitarismo. A ideia da homenagem é construir uma rede mundial desses influenciadores para alcançar as metas da International Decade for People of African Descent (2015 – 2024), década Unidas com foco nos afrodescendentes e seus direitos declarada pela ONU.

Erika Hilton – A primeira transexual eleita vereadora em São Paulo e, com mais de 50 mil votos, a mulher mais votada. É ativistas dos direitos negros e LGBTQIA+. Ela está pela segunda vez na lista, no último ano, Erika estava também.

Christiane Silva Pinto – criadora do comitê de igualdade racial do Google no Brasil, AfroGoogles.

Ad Junior – Influenciador digital e head de marketing do canal Trace Brasil.

Claudia Alves – Diretora e documentarista.

Gil Nogueira – É Brasiiiiiiiil, nosso Gil do Vigor, economista e ex-BBB está na lista também.

Edu Lyra – Empreendedor social, criador da ONG Gerando Falcões.

Viviane Ferreira – Cineasta.

Lázaro Ramos e Taís Araújo – atores que estão pela segunda vez na lista também.

Margareth Menezes – Cantora.

Luciana Barreto – Âncora da CNN Brasil.

Desde 2017, quando a lista foi criada, o Brasil sempre tem representantes. O Brasil é o país com mais negros fora da África e recentemente um relatório da própria ONU aponta que o país tem racismo sistêmico, na próxima semana sai um post sobre esses dados.

Você sabe o que consumir para ajudar na saúde capilar?  🍽💆🏽‍♀️

Convidei a nutricionista gaúcha ~ and maravilhosa ~ Jéssica de Deus para dar a dica preciosa de 3 alimentos importantes para que super ajudam os fios a crescerem fortes, hidratados e brilhosos, do jeitinho que todo mundo deseja.

Fonte: Nappy

O primeiro alimento é o mais fácil, tá na mesa da maioria das pessoas, uma fonte rica de proteínas, vitamina A, biotina e zinco. É ele: o ovo!

Ovo: tudo o que você precisa saber sobre esse alimento completo

Segundo a Jéssica, o ovo é um alimento completo e que não pode faltar na dieta de quem procura melhorar as quedas de cabelo. Além disso, é uma fonte de ferro, um mineral importante para a síntese de DNA e, consequentemente, proliferação de células do folículo capilar.

O segundo alimento também é quase unanimidade na mesa dos brasileiros, as frutas cítricas, fontes soberanas de vitamina C.

Frutas cítricas para perder peso | Veja Saúde

A nutri explica que tanto as frutas cítricas quanto outras frutas fontes de vitamina C (como mamão, a manga, a goiaba) são super importantes para a saúde capilar. A vitamina C é importante para a formação de fios fortes e brilhantes. Jéssica indica que a ingestão da vitamina seja também em forma de suplementação junto com a suplementação de colágeno para a essa finalidade.

E o último alimento dessa lista é o óleo de linhaça, não tão popular quanto os outros, mas tão importante quanto. A linhaça é fonte de ômega 3.

Óleo de linhaça para o cabelo: conheça os benefícios e como usar

A dica da nutri é consumir gorduras boas para evitar a queda de cabelo e para a manutenção da hidratação. O consumo de óleo de linhaça é uma ótima alternativa para suavizar esses sintomas inflamatórios como a queda e o ressecamento.

E aí, como está o consumos desses nutrientes por aí?

Calma, antes de sair, veja esse post aqui com mais dicas do que incluir na alimentação para um cabelo sadio 🙂

Esse mês que se comemora a Consciência Negra e por conta do assunto em alta algumas empresas, marcas, pessoas da mídia e outros acabam se perdendo na hora de abordá-lo, alguns querem surfar na onda para engajamento, por exemplo. O que acaba banalizando uma data tão importante que visa notoriedade, diversidade e principalmente oportunidade para a população negra.

Por isso, segue algumas coisas cruciais para que não se percam na pauta e, claro, que seja tudo sincero e torcendo aqui para que o antirracismo seja não só uma pauta desse mês e sim pra vida toda. Repense sua empresa, repense de quem você consume conteúdo, reveja seus conceitos, dê oportunidades, não faça da causa um ganho de dinheiro sem o real objetivo.

O QUE NÃO FAZER

  • Indicar perfis de criadores, artistas, intectuais, etc que você nem acompanha
  • Convidar criadores, artistas, intelectuais, etc para fazer colaborações de conteúdo apenas sobre racismo (quando seu assunto principal nem é esse).
  • Convidar para falas e palestras sem monetizar.
  • Usar negros como Wikipedia.
  • Contratar só nessa data e depois nunca mais.
  • Criar eventos sem representatividade.

O QUE FAZER

  • Amplifique as vozes negras.
  • Valorize intelectuais negros.
  • Indique aqueles perfis que você já acompanha e busque outros para acrescentar em seu conhecimento.
  • Realize parceria duradouras e oportunidades empregatícias para além desse mês.
  • NÃO VOTE EM CANDIDATOS RACISTAS!

Fonte imagem: Solidário Notícias

É, se você não tem a pele branca pode ser que já tenha se incomodado com alguns filtros dos stories do instagram que deixa a pele esbranquiçada, né? Sem contar daqueles que distorcem os traços negróides, como diminuir o nariz, por exemplo.

A partir desse post eu percebi a real carência das pessoas de pele negra na hora de usar os filtros tão queridos por quem usa a rede social Instagram

Pensando nisso, juntem a maior quantia de filtros que encontrei, principalmente criado por pessoas negras, que apenas embelezam sem tirar as características de pele e traços negros. Bora ver essa seleção?

Lembrando que alguns rolam melhor em peles mais claras e outros em peles mais retintas.

Eu sempre estou atualizando o destaque dos meus stories “filtros pele negra” no @dudabuchmann para que a gente tenha opções, né?

Mas Duda, como salva esses filtros para eu usar?

Você precisa ir no perfil de cada um e encontrar esse ícone: nele terá a opção de experimentar e salvar o filtro. Te recomendo a seguir o criador, assim o filtro estará automaticamente disponível para uso nos stories e reels.

Tem algum para indicar? Me manda nos comentários ou lá no instagram pra eu compartilhar!