#PERSONALIDADE: Serena Williams

Olá, lindezas!

Vamos falar de mulher negra brilhando no esporte?

Não poderia ser outra pessoa no momento que não fosse Serena Williams 🎾

abc news
Fonte: ABC News

Serena Jameka Ross Evelyn Williams é uma americana de 35 anos e a número 1 do tênis feminino mundial há 3 anos consecutivos!

Serena Williams Headshot
Fonte: ABC News

Ela é a maior campeã em Grand Slam quadra aberta (junto da alemã Steffi Graf), são 35 vitórias no total, sendo 20 simples, 13 de duplas e 2 de duplas mistas. Foi 5 vezes vencedora do WTA Tour Championship e já ganhou quatro medalhas de ouro em Jogos Olímpicos (1 de simples e 3 de duplas). A mídia apelidou Serena de RAINHA DAS QUADRAS Tenista

Seu primeiro jogo profissional foi em 1995. É a atleta que mais ganhou prêmios em dinheiro na carreira toda. Já escreVeu dois livros, um deles em parceria com a irmã (também jogadora de tênis) e outro autobiográfico chamado ‘On the Line’.

Já participou até da série Os Simpsons, ao lado da irmã, uma das séries mais famosas do mundo!

vlcsnap-2014-03-16-23h10m58s239
Fonte: The Urban Daily

Serena também tem uma fundação com seu nome, a Serena Williams Foundation, que promove o acesso à educação de qualidade para crianças cujas famílias foram vítimas de crimes violentos. Além disso, participou de diversas campanhas e fez muitas doações para as regiões do mundo que recentemente sofreram grandes desastres naturais, como o terremoto no Haiti.

Ou seja:  💚💚💚

serena
Fonte: @serenawilliams

~Site oficial da Serena: http://serenawilliams.com/

Por mais mulheres negras poderosas como Serena!!!

 

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

#PERSONALIDADE: Sabrina de Paiva | SOBRE TER UMA MISS NEGRA

Olá, lindezas!

Tô amando escrever sobre negras que fazem parte da nossa história! E hoje eu vou falar da mais recente mulher a entrar nessa categoria. Em tempos de ascensão do feminismo e liberdade capilar e corporal, uma NEGRA E CRESPA vencer uma grande etapa do concurso de beleza mais importante do mundo é emocionante. E isso aconteceu no último sábado, quando Sabrina de Paiva se tornou Miss São Paulo 2016.

geledes

Quando vi a notícia, um calor aqueceu meu coração! Tão bom saber que a beleza negra está sendo mais valorizada e, acreditem, só sendo negra para saber o quanto essa representatividade é importante. Parece bobagem para quem vê de fora, mas para nós é uma alegria e conquista sem tamanho.

Quanto mais aparece a mulher negra em todos os lugares, mas elas (nós) iremos aceitar o que são. Ver que estão integradas, que são aceitas, que são lindas sendo elas mesmas. Porque não se ver é não se sentir representada, é como se estivessem apagadas. Afinal, não é estranho termos mais da metade da população negra no país e mesmo assim sentirmos falta disso?

A Sabrina, além de tudo isso já passou pela transição capilar!!! Tem ideia do quanto isso é importante para tantas mulheres??? Que acham que se assumiram seus cachos vão ficar feias. Que cachos não combina com elas. Que não podem trabalhar em seu emprego por causa de seu cabelo. Que aceitam qualquer tipo de opressão por acharem que merecem.

Gente, a mulher mais bela de São Paulo tem um black lindo!

Mas, enfim. Quem é a nova Miss São Paulo?

Sabrina de Paiva que é paulista, estudante de Relações Públicas e tem 20 anos, é a Miss da cidade de Caconde e no último sábado (28) foi coroada Miss do Estado de São Paulo.

geledes1.jpg

Quanto ao concurso, a Sabrina falou bonito:

“Estar aqui é representatividade. Quero que as mulheres, as meninas, as crianças negras me vejam e tenham inspiração. Meu foco também é esse, mostrar que a cultura negra é linda, nosso nariz, nossa boca e nosso cabelo afro são maravilhosos. Meu sonho sempre foi representar a minha cultura, e hoje consegui”. Palavras de Sabrina ao site EGO.

E ela é inspiração para todas nós.

ALERTA DE TRANSIÇÃO CAPILAR!!!

Aqui, com as fotos da própria Sabrina no instagram @sabrinadpaiva_oficial:

Sem título.jpg

Se ela pode, você também pode!!!

Se está na dúvida quanto a encarar a transição capilar, acho que ela acabou agora mesmo, não é? kkk força, linda! Eu e mais um montão de gente estamos aqui para ajudar!

~ Apenas uma mulher negra venceu o Miss Brasil na história do concurso, a Deise Nunes (gaúcha linda!) em 1986. Tá na hora de termos outra negra com essa coroa, não é mesmo?

~ Deixando claro, sou contra concurso de beleza, acho que excluem a mulher “fora dos padrões” e podem influenciar nessa busca pela perfeição louca em que as mulheres vivem. Mas fatos como esses não podem ser ignorados e que ele possa ser um início de reestruturação desse tipo de concurso.

Fonte fotos: Geledes

 

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

 

REPRESENTATIVIDADE DA MULHER NEGRA NA MÍDIA BRASILEIRA

Boa noite, lindezas!

Alô, alô tema polêmico no ar!!!

Para quem não sabe esse semestre estou realizando meu TCC de Gestão Ambiental, curso  superior que faço em Porto Alegre (você pode me seguir no Snap: DUDABUCHMANN para saber essas coisas :D), mas enfim, na cadeira de TCC tive que apresentar algo para avaliar a apresentação oral (em tema livre). E claro que escolhi um tema que tivesse a ver com o blog. Optei por falar da representatividade negra feminina na mídia brasileira.

NARAÇA

Resolvi colocar na íntegra os prints dos slides por aqui. Apesar da maior parte da apresentação ter sido oral, acho importante começar a discussão tratando do assunto superficialmente (afinal, eram 10 minutos). Quem sabe um próximo post completo com as opiniões de vocês junto das minhas?

Então, lá vai:

representatividaderepresentatividade1representatividade2representatividade3representatividade4representatividade5representatividade6representatividade7representatividade8representatividade9representatividade10representatividade11

E então. Complicado, não é?

Será que um país com a maior população negra fora do continente africano precisa de uma lei para ter representação na mídia?

Será que a maior representatividade nos últimos anos nas áreas televisivas, publicidade, produtos é por conta da “moda” e pelo aumento de mídias sociais sobre isso ou continuará aumentando?

Até quando seremos maioria empregadas, faxineiras, marginalizadas?

representatividade12.jpg

São tantos questionamentos, não é mesmo? Gostaria de abrir essa discussão com vocês! Por favor, deem suas opiniões, depoimentos e críticas nos comentários e redes sociais Negra e Crespa para conversarmos sobre?

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

 

RACISMO. DE NOVO E DE NOVO.

Essa ilustração maravilhosa e a legenda do Ribs me deixaram a dúvida, será que essa “gangue do mal” da internet afetou a Maju e a Taís Araújo por elas serem negras ou por elas serem negras bem sucedidas ou pior, por puro prazer de saber que estará na mídia com algo tão perturbador?

Será que esses preconceituosos da internet também atingem as negras “não famosas” e nós não ficamos sabendo? (Se você já foi vítima desse tipo de ataque, por favor, denuncie e peça ajuda para tornar o caso público, não tenha vergonha e nem medo – é fácil falar, eu sei, mas é importante atitude nessa hora -)

No último final de semana, repetiu-se os ataques a uma mulher negra pública. Taís Araújo, atriz, teve sua rede social atacada por vários fakes que propagam ódio. Pessoas de cabeça vazias e sem o menor espírito humano. Triste, muito triste. Mas principalmente revoltante. Comentários racistas tiveram centenas de curtidas, com certeza de pessoas que não fazem parte desse grupo específico, ou seja, alimentou o preconceito de vários.

Ninguém além de quem sofre esse tipo de preconceito tem ideia do quanto dói. É algo que não tem como definir em palavras. Dói mais ainda saber que muitas pessoas sofrem desse mal. Cor de pele ou textura capilar não define caráter, capacidade ou qualquer outro adjetivo.

O Brasil é tão grande e na maior parte recheado de gente negra com cabelo crespo/cacheado. Até quando teremos que ouvir/ler esse tipo de horror? O tempo de qualquer um seria muito melhor gasto fazendo qualquer outra coisa.

O que resta é espalharmos muito amor e DENUNCIAR. SEMPRE.

  • Se você já criticou alguém desnecessariamente, foi preconceituoso, largou energias ruins por aí, REPENSE.

Toda minha solidariedade a Maju, a Taís e a todas as mulheres que sofrem qualquer tipo de preconceito.

Grande beijo,
Duda @negraecrespa