AfroPunk Festival é um festival de música anual. Foi realizado no último final de semana no Brooklyn, Nova York. Suas performances são conhecidas principalmente por refletir a cultura Africano-Americana com uma variedade de gêneros. Atrações desse ano:

Atrações Afropunk Fest 15

Nesse festival acontece um desfile de cores, através das roupas, cabelos, acessórios e uma vibe boa demais!

Confiram abaixo meus 18 looks e fotos preferidas (foi MUITO difícil mesmo escolher!). É muita flor, estampa, penteado e principalmente: CRIATIVIDADE. Que lugar de gente lindaaa 😍

*Para ver a foto grande e saber a fonte é só clicar nela.

Dica: coloque a hashtag #AfroPunk no Instagram e recebam essa beleza toda em seus olhos!

Para terminar um vídeo rápido de algumas fotos da maravilhosa Driely S., fotógrafa brasileira e responsável por algumas fotos que coloquei por aqui.

https://instagram.com/p/6yofoxEYIO/

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Eu estava vagando pelo twitter há um mês atrás. Nesse dia vi um tweet da Taís Araújo falando que tinha recebido o livro “Flávia e o Bolo de Chocolate” da Míriam Leitão (sim, a jornalista de economia!). A legenda da foto falava sobre adoção e igualdade. Meu olho brilhou e fui correndo saber mais sobre o livro. Constatei que era um livro infantil sobre uma menina negra adotada por uma mãe branca e que quando percebeu que era diferente da mãe não gostou nada disso.

Me coloquei um pouco no lugar dela, já que nossa história inicial é a mesma. Sou negra, adotada por brancos. Não há negros na minha família (e olha que a família é grande para os dois lados kkk). Mas a segunda parte da história da Flávia é desigual a minha. Nunca me questionei sobre isso, é até estranho. Não sei se foi minha criação maravilhosa em casa, na escola ou por nem saber direito o que é essa tal diferença e sua importância. Mas nunca me senti estranha dentro da minha família, nem no colégio. Claro que eu tinha noção que minha cor e a dos outros não era igual, mas isso não fazia qualquer alteração na minha vida.

No fim da história, a Flávia (menina do livro) acaba percebendo que a diferença é algo normal e saudável para a sociedade. Adorei! Ainda mais por ser inspirado em uma história real.

Um dos meus objetivos com esse post é: leiam para seus filhos, primos, irmãs, amigas contando histórias de empoderamento! Tenho certeza que eles irão crescer com uma formação psicológica muito melhor, terão mais respeito pelas pessoas e coisas. Consequentemente serão mais felizes, não importa a etnia das crianças. Além do livro da Míriam Leitão, tenho algumas sugestões:

  • Menina Bonita do Laço de Fita, Ana Maria Machado – li na minha infância, exalta a beleza da menina pretinha. Um amor!
  • O cabelo de Lelê, Valéria Belém (sugestão do meu professor de Língua Portuguesa no Ensino Médio 💚) – a Lelê não gosta do seu cabelo, mas depois de descobrir a história por trás dele em um livro sobre a África, começa a amá-lo.
  • Por fim, não é um livro, mas sim um vídeo da Coca-Cola (abaixo). Me senti muito feliz quando assisti. O cabelo da menina é crespo, não cacheado, mas isso podem melhorar no próximo comercial. – Momento dos pais conversarem com a nova filha não biológica sobre suas diferenças físicas. Resumindo: o que vale é o amor.

Propaganda Coca-Cola 2015

Espero que tenham gostado.

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Olá, lindezas!

Estou extremamente feliz de começar essa nova plataforma de contato com vocês.

Com o crescimento da página no instagram, senti a necessidade de um ambiente que eu pudesse colocar mais fotos e texto sobre uma questão só. Se você é nova na família #negraecrespas, clique aqui para dar uma olhada lá para ver o conteúdo de lá.

Primeiro tema é o início de tudo, a razão de eu estar aqui, escrevendo para vocês (saiba mais na página “Sobre”): liberdade capilar e as razões pelas quais é bom optar por essa autonomia.

1º O cabelo que mais combina com você é o que você nasceu.

Não tem jeito! O corpo humano é tão perfeito que até o nosso cabelo veio especialmente para nosso formato de rosto e tom de pele.

A saúde do cabelo irá melhorar muito.

Quando a química é deixada de lado e o cabelo começa a ser tratado com aquilo que é especial para ele, você irá notar a diferença. Tudo muda. Ele deixa e cair tanto, cresce no tempo dele, a aparência melhora.

Acerto nos cuidados.

Como assim “acerto nos cuidados”? Você saberá exatamente o seu tipo de cabelo e vai cuidar dele com os produtos que ele necessita.

Quando estamos com química para alisá-lo, relaxá-lo ou qualquer outra, ficamos sem saber direito como cuidar deles. Pouco se fala dos cuidados de manutenção dos cabelos com química, perceberam isso? Há muitos produtos para cabelos “quimicados” kkk mas não define o tipo da química, algumas são mais agressivas que outras, então como escolher esses produtos?

E o cabelo natural até não tendo tanto cuidado continua sendo melhor.

A própria liberdade capilar.

Você pode ficar um dia lisa, outro ondulada, outro cacheada, enfim. Usar chapinha, babyliss, secador (desde que que cuide direitinho e com moderação), mas terá a liberdade de ter o cabelo como quiser e quando quiser. Sem determinar uma única forma a eles.

MOTIVO EXTRA:

Automaticamente, você se sentirá mais forte e mais dona de si mesma.

Então, para começo de conversa é isso. Espero que tenham gostado e fico feliz com a presença de vocês aqui. Abram a página “#Negrasecrespas” e vocês entenderão que farão parte disso aqui sim!

Beijão,

Duda @negraecrespa